NEWS - 28/05/2020

Banco de Leite Humano de Goiânia é o único do estado com bom estoque de leite materno

Por causa da pandemia do novo coronavírus, o atendimento presencial às doadoras está suspenso. A boa notícia é que o gesto de solidariedade pode ser feito sem sair de casa


Foto: Divulgação ARM

Na contramão dos demais Bancos de Leite Humano (BLH) do estado de Goiás, a unidade do Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI) aumentou o estoque de leite materno este ano. O Banco de Leite Humano dobrou a quantidade coletada e atingiu a marca de 200 litros, o que é considerado um ótimo resultado, segundo a coordenação local. 

Por causa da pandemia do novo coronavírus, o atendimento presencial às doadoras está suspenso. A boa notícia é que o gesto de solidariedade pode ser feito sem sair de casa. Graças a uma parceria com o Corpo de Bombeiros Militar de Goiás, as voluntárias do Banco de Leite Humano do HMI coletam o leite materno em domicílio. Para doar, basta ligar para o telefone (62) 3956-2921. 

Mas, infelizmente, o HMI de Goiânia é exceção. Os estoques dos Bancos de Leite Humano (BLH) de Goiás estão baixos. A queda no número de doações devido à pandemia do novo coronavírus preocupa a Secretaria de Estado de Saúde (SES-GO), que faz um apelo para que as mães que estão amamentando, estão saudáveis e têm leite materno excedente possam contribuir. 

Janini Selva Ginani, coordenadora de saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde explica que o leite materno é fundamental para a recuperação mais rápida dos pequenos. 

“O leite materno traz inúmeros benefícios para a saúde da criança. Protege de infecções, diarreia e alergias. Diminui a chance da criança desenvolver diabetes tipo 2, colesterol alto, pressão alta e obesidade na vida adulta. Além de ser, isoladamente, a única ação que pode reduzir a mortalidade infantil em até 13% por causas evitáveis.”

Veja também