CASA - 26/06/2020

Convívio como essência

Arquiteta Ana Maria Miller integra ambientes e cria personalidade em decorado do Residencial EKO Lifestyle



Victor Lisita

Privilegiando a convivência, salas de jantar, estar e cozinha foram integradas em uma composição acolhedora (Foto: Akira Bazanini)

Projetado para famílias que procuram por conforto, sofisticação e privilegiam a convivência e a praticidade, o decorado do Residencial EKO Lifestyle, da EBM Desenvolvimento Imobiliário, lança mão de um perfil crescente no mercado para entregar um espaço que vai além do belo e atinge a funcionalidade. Idealizado pela arquiteta e urbanista Ana Maria Miller, os 135m² foram trabalhados tendo como prioridade o convívio. Um local que abraça os pequenos prazeres, desde a degustação de um vinho até a apreciação de um bom café.

Para agregar a própria vegetação dentro de casa, o EKO conta com uma fachada que prioriza o verde. Em cada andar, uma porta balcão à frente das janelas recebe uma floreira, detalhe que leva a sensação de frescor para perto do morador. Em complemento, Ana Maria idealizou uma parede com pedra natural logo na entrada e aplicou texturas em madeira por todo o ambiente. “Além de ser muito semelhante à madeira natural, provoca a sensação de aconchego. É um espaço clean, feito em prol da integração”, afirma. Aspecto que pode ser percebido pela convergência da sala de jantar, estar e cozinha.

Entre a área social e o espaço de circulação dos quartos, uma porta com espelho dos dois lados torna-se um elemento surpresa para quem visita o local. Executada pela Bontempo, a peça isola os ambientes, sendo confundida com um espelho comum. “Como ela é fixada no teto, não existem trilhos no chão que indiquem o que de fato é o produto. Além disso, toda a decoração conta com diversos espelhos para causar a sensação de um ambiente maior e mais agradável”, destaca Ana Maria.

Diferente da proposta inicial do apartamento, em que havia um quarto de serviço para a secretária, a arquiteta preparou um “bem bolado” por lá. “Pegamos um cômodo único e o transformamos em três espaços distintos, todos com novas utilidades”, explica. Primeiro, uma parte do armário do quarto foi transformada na despensa para a área de serviços. Em seguida, uma parcela do espaço agregou um item a mais à cozinha: a torre quente, onde estão o micro-ondas e o forno elétrico. Por fim, metade do cômodo, próximo à sala de jantar, tornou-se uma adega com espaço para o café, composta por estrutura metálica e marcenaria da Bontempo.

“Escolhemos a marca devido ao primor, excelência e por todo o respaldo em pós-venda que eles possuem. Você não compra apenas um produto, você leva carinho para casa”, afirma Ana Maria sobre a escolha da Bontempo para a maior parte do mobiliário. “Inclusive, na cozinha, os armários cinza e a bancada em dékton chamam a atenção.” Entre tons terrosos e pinceladas de cores quentes, o projeto recebe uma iluminação que valoriza os móveis e a habitação. Trilhos na cozinha, no quarto do casal e no office permitem mudanças do foco das luzes, “uma forma de modernizar o apartamento e garantir um trabalho diferenciado com a iluminação”.

A cozinha ganhou mais espaço, o que possibilitou concentrar uma torre quente composta por estrutura metálica e marcenaria da Bontempo (Foto: Akira Bazanini)

Trilhos de iluminação no quarto de casal permitem que o foco das luzes seja alterado de acordo com as necessidades dos moradores (Foto: Akira Bazanini)

Com cores suaves, o closet mantém o ideal clean e chic do projeto (Foto: Akira Bazanini)

Arquiteta Ana Maria Miller (Foto: Marcus Camargo)

 

Matéria publicada na 44ª edição da revista Zelo

Veja também