CASA - 25/06/2020

Incorporadora investe em boxes sustentáveis para higienização de colaboradores nas obras


Diante da nova realidade que a pandemia de Covid-19 trouxe para todos, medidas de segurança que garantam a integridade dos profissionais da construção civil são indispensáveis e estão em constante aprimoramento. Diante desse cenário, a GPL Incorporadora adotou um novo conceito em suas obras que não somente investe no quesito higienização, mas também agrega sustentabilidade e uso racional de energia elétrica e água: o boxe sustentável. Cada cabine com um chuveiro eletrônico, possui um sistema que funciona por meio de um trocador de calor com controle de temperatura ajustável, que se adapta ao fornecimento adequado e eficiente de energia elétrica, gerando menor consumo de energia.

Composto por um sistema simples, os boxes podem gerar uma economia energética de cerca de 249,44 kWh mês à obra e uma economia de água de cerca de 6678,08 litros de água por mês.  Para se ter uma ideia, um chuveiro elétrico comum utilizado por uma pessoa com um banho por dia consome 33,7 kWh por mês, enquanto o consumo médio de energia elétrica de uma família com quatro pessoas, por exemplo, é de 350 kWh por mês. O consumo de água é diminuído pelo fato de haver um ajuste de vazão externo que permite o ajuste para 3 litros por minuto. Além disso, com uma resistência blindada, seu filamento é recoberto por tubo metálico de aço inoxidável, eliminando o contato da água com o filamento responsável pelo aquecimento, o que proporciona uma longa vida útil. Chamado QBanho, o equipamento é fruto da parceria com a Verdan Engenharia Sustentável, e atende às mais rígidas normas nacionais e internacionais atendendo padrões de segurança internacional.

A GPL implementou o sistema na obra do empreendimento Horizonte Flamboyant, no Jardim Goiás, e ainda pretende ampliar para as demais obras em atividade.  Com a utilização correta do QBanho, até o final da obra serão economizados 22 mil litros de água, 7.500 kWh e 2,4 toneladas de CO2 lançado na atmosfera. O sistema também tem como benefício, a mobilidade, podendo ser reaproveitado com a instalação em outro local após o encerramento da obra atual. Vale ressaltar que a incorporadora também tem seguido amplo e rigoroso protocolo de segurança no que diz respeito ao controle de contágio da Covid-19.

Sistema sustentável, que funciona por meio de um trocador de calor, garante uso racional da energia elétrica e de água, além de pode ser reaproveitado em novas obras (Divulgação)

Veja também