MODA - 27/03/2020

Marcas italianas de luxo se mobilizam em virtude do Covid-19

Bottega Veneta, Bvlgari, Salvatore Ferragamo e o Grupo Calzedonia, adotam ações voltadas à prevenção do Covid-19 e promoção de bem-estar durante o isolamento


De doações para o desenvolvimento de uma vacina que proteja as pessoas contra o Covid-19, máscaras e aventais médicos para prevenção, até o lançamento de projetos digitais de entretenimento focados nas pessoas que estão isoladas socialmente, marcas de luxo italianas estão se mobilizando para ajudar o país a atravessar o cenário atual. A Itália é um dos países mais afetados e no momento é considerado o epicentro global da epidemia.

Confira as iniciativas:

Bvlgari, marca de alta joalheria, fez uma enorme doação ao Departamento de Pesquisa do Hospital Lazzaro Spallanzani em Roma – a primeira equipe médica a isolar o vírus em menos de 48 horas. A doação permitirá a equipe científica a aperfeiçoar os procedimentos de diagnósticos, a cura e o desenvolvimento da vacina contra o Covid-19. A joalheria romana decidiu ainda, fabricar junto com seu parceiro de fragrâncias de longa data, ICR (Industrie Cosmetiche Riunite, Lodi), 200 mil unidades por mês de frascos de álcool gel para as mãos - a serem fornecidos prioritariamente a todas as instalações médicas através da Protezione Civile (Departamento de Proteção Civil Italiana).

Clazedonia

O grupo Calzedoniaholding detentora de marcas como Intimissimi (lingerie e loungewear) e Calzedonia (beachwear e legwear), adaptou algumas de suas fábricas para a produção de máscaras e aventais médicos. Inicialmente serão produzidas 10 mil unidades por dia – entre máscaras e aventais médicos -, que serão doadas aos serviços de saúde italianos. Está previsto o aumento da produção ao longo das próximas semanas; as entregas já começaram e o hospital de Verona (cidade onde está localizada a sede do grupo) foi o primeiro a receber.

 Salvatore Ferragamo

Veja também